Número total de visualizações de página

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Alpari - o novo patrocinador do West Ham United


  • A Alpari

Logotipo da Alpari
O Grupo Alpari é um corretor britânico de troca de acções, metais preciosos e CFD sediado em Londres. A sua subsidiária principal, Alpari (UK), é regulada pela FCA – Financial Conduct Authority. Para quem reside no Reino Unido, a companhia oferece também spread financeiro no investimento em Forex.
Além dos produtos de trading, a Alpari (UK) providencia ferramentos de pesquisa de mercado como análises estatísticas de trading. A companhia presta serviço a clientes institucionais, profissionais e de retalho. Apesar de ser sediada em Londres, a Alpari(UK) inaugurou os estabelecimentos internacionais na UAE (Emirados Árabes Unidos) em 2008, na Índia em 2009 e finalmente na Alemanha em 2010. A subsidiária mais recente foi inaugurada no Japão em 2011. Já este ano, introduziu a plataforma de trading em opções binárias Option Trader e tornou-se membro da International Swaps and Derivates Association, apresentando-se como Aspari Limited.
A Alpari permite que os investidores façam os seus investimentos em várias contas e plataformas, incluindo o MetaTrader 4 e o MetaTrader 5, que permite aos investidores aplicar estratégias Expert Advisor (EA).
A Alpari (UK) foi fundada em 2004 como parte de uma associação global das comanhias Alpari. Tendo inciado actividade por volta de 1998, as companhias Alpari têm construído uma rede de estabelecimentos em mais de 20 países.
Mais informação sobre a Alpari pode já ser visualizada em português aqui: ALPARI


  • Parceria West Ham United - Alpari
Camisolas do West Ham United 2013/2014 com o novo patrocínio

A Companhia Alpari está também presente em vários desportos como patrocinador, tendo-se tornado este ano a nova patrocinadora do West Ham United, conhecida equipa de futebol da Premier League. O acordo com a Alpari está compreendido em valores que rondam os 3 milhões de libras por ano. “Alpari FX Trading” vai substituir a casa de apostas online “SBOBET”  na frente das camisolas dos Hammers. O acordo tem uma duração de 3 anos - até à temporada 2016/2017 – altura essa em que é esperada a tão aguardada recolocação do Olympic Stadium.
O vice-presidente do West Ham Karren Brady anunciou no site oficial do clube que “estamos entusiasmados para iniciar esta parceria com a Alpari. Este acordo histórico é mais uma prova do desenvolvimento e crescimento que temos testemunhado e apenas consigo ver mais e melhor para o futuro. Esta parceria demonstra a acreditação que a Alpari tem na na nossa visão e ambição para o clube e sei que eles estão entusiasmados pela forma como este patrocinio pode contribuir para o desenvolvimento da marca.”
O director comercial Barry Webber acrescentou ainda que “este acordo deve-se a um grande trabalho e estamos por termos aproximado a nossa relação com a Alpari. Todos nós temos gostado bastante de trabalhar com a equipa da Alpari até agora e mal podemos esperar por trabalhar com eles para maximizar esta nova parceria  nos territórios alvo internacionais.”
Para saber mais sobre esta parceria pode aceder por aqui: ALPARI PATROCINADOR DO WEST HAM
O Manager Sam Allardyce cumprimenta o CEO da Alpari Dan Skowronski

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

TAP Portugal não quer Pepsi

A TAP Portugal,  através da página oficial do Facebook, reagiu ao spot publicitário da Pepsi na Suécia e anunciou que está a ponderar "mudar de fornecedor".

"A TAP repudia energicamente a campanha da Pepsi, aguardando um pedido de desculpas à companhia e aos seus clientes. Esta campanha, ao nível do mais grosseiro hooliganismo, não é grave apenas por se tratar de Portugal e de Cristiano Ronaldo, é ofensiva para todos os que vêm o desporto como um instrumento de relacionamento entre os povos. A TAP considera ainda a possibilidade de, no futuro, mudar de fornecedor", lê-se no Facebook da companhia aérea.

Na terça-feira, Portugal venceu na Suécia por 3-2, em encontro da segunda mão dos "playoffs" europeus, e qualificou-se para a fase final do Mundial'2014, que vai decorrer no Brasil. Já depois da vitória da seleção portuguesa, a página oficial da Pepsi Portugal no Facebook destacava que, sendo "o futebol conhecido pela paixão que inspira, a equipa sueca infelizmente foi mais longe do que devia", ao colocar aquele spot publicitário, e ainda mais dois que referenciavam o "esmagamento" de Cristiano Ronaldo antes do jogo, que decorreu em Solna.

"Nunca quisemos dar ao desporto ou ao espírito de competição uma conotação negativa. Pedimos desculpa a todos aqueles que se sentiram ofendidos pelos posts - estes foram imediatamente retirados", disse a marca.

Cristiano Ronaldo foi o autor dos três golos no jogo com a Suécia e também tinha marcado o único golo da primeira mão, na sexta-feira, em Portugal, numa vitória por 1-0.

in Record

Paulo Bento em entrevista após o apuramento no play-off

Paulo Bento qualificou Portugal para o Campeonato do Mundo de 2014, uma vez mais com o recurso ao play-off. Ultrapassada a Suécia, a seleção passará alguns meses a aguardar pela viagem para o Brasil.

O balanço final será feito no final do torneio, mas esta é uma boa altura para analisar o trabalho de Paulo Bento. Os números, o discurso e as dúvidas que subsistem.

Nesta quarta-feira, em entrevista exclusiva à TVI, o treinador repetiu algumas ideias fortes, apresentou os seus argumentos e deixou algumas questões em aberto para um futuro próximo.

Antes de mais, o registo de Paulo Bento no comando técnico da seleção.

Paulo Bento é o terceiro selecionador a garantir dois apuramentos para fases finais (Euro2012 e Mundial2014), depois de António Oliveira (Euro1996 e Mundial2002) e Luiz Felipe Scolari (Mundial2006 e Euro2008).

A seu favor, o registo em jogos oficiais. Não contabilizando os encontros particulares, a seleção de Paulo Bento é a segunda melhor de sempre. Humberto Coelho é o único a apresentar um registo superior, com 80 por cento de resultados positivos, seguido então pelo atual selecionador (78 por cento, 17 vitórias, 5 empates e 3 derrotas).

Com 39 jogos no comando técnico da seleção, Bento é o quinto nesse capítulo, atrás de Juca (40), António Oliveira (44), Carlos Queiroz (49) e Luiz Felipe Scolari (75). No rendimento absoluto, com os jogos particulares na equação, o técnico é o sexto melhor de sempre.

As explicações convincentes

Antes de mais, a questão contratual ficou clarificada. Paulo Bento já tinha explicado que a Federação reservou o direito de rescindir o contrato caso Portugal não se qualificasse para o Campeonato do Mundo.

Em entrevista à TVI, o selecionador explicou ainda que terá uma conversa com Fernando Gomes para definir o futuro ainda antes do torneio no Brasil. E a sua disponibilidade para continuar tornou-se evidente durante a conversa.

«Sinto orgulho em ser selecionador, tenho um bom grupo à disposição e uma relação bastante próxima com o presidente. Até junho de 2014, falaremos seguramente sobre isso. Será uma questão de nos sentarmos. Gosto muito do trabalho que estou a fazer e acho que a Federação gosta do trabalho que eu estou a fazer», disse o técnico.

Paulo Bento recuperou ainda uma ideia: o português reage melhor sobre pressão. É uma questão cultural e não é de agora. É um facto, algo que o treinador não conseguiu combater: «Não temos essa capacidade, muitas vezes, para gerir as questões de sucesso. Temos mais capacidade para reagir à adversidade. O maior responsável sou eu, mesmo perante uma situação que vem de muitos anos a esta parte.»

Outra crítica apontada é a suposta preferência por jogadores representados por Jorge Mendes. O treinador respondeu de forma clara. «Se olharmos para os jogadores que estão ligados ao empresário Jorge Mendes, vemos Ronaldo, Nani, Pepe, Raul Meireles, Bruno Alves, Fábio Coentrão. Que selecionador não chamaria estes jogadores?»

Depois, o conservadorismo. Paulo Bento rebate a análise com números. «Estreámos duas dezenas de jogadores. Convocámos ainda mais alguns jogadores que não foram internacionais.»

Assim foi. Aqui ficam os vinte nomes. Rui Patrício, Luís Neto, André Almeida, André Martins, Josué, Ruben Micael, Nélson Oliveira, Éder, Licá, João Pereira, Sereno, Miguel Lopes, Paulo Machado, André Santos, Custódio, Hélder Barbosa, Pizzi, Varela, Vieirinha e William Carvalho.

O que ficou por dizer

Paulo Bento prometeu manter a porta aberta para novos valores mas a lista apresentada acima permite uma conclusão: Rui Patrício e João Pereira foram os únicos nomes a garantir a titularidade nos últimos anos. Vieirinha chegou ao onze mas foi traído por uma lesão. No mais, elementos sem presença habitual no onze.

Na entrevista à TVI, o selecionador manifestou a sua confiança inequívoca no núcleo duro, lembrando que foi criticado por manter jogadores com pouca utilização nos seus clubes. Mas será que isso não afeta a confiança dos restantes elementos? Não houve casos de desagradado assumido nos últimos meses?

Ao contrário do que aconteceu com Bosingwa e Ricardo Carvalho, Paulo Bento não assumiu um cenário de rutura com Danny. Pelo contrário, garantiu que o avançado do Zenit acusou apenas um problema físico. Parece ter crédito junto da seleção. Por outro lado, sendo um elemento em grande destaque no seu clube, como se explicam as escassas oportunidades na seleção? E o jogador, estará satisfeito com tal realidade?

Por fim, o objetivo. Uma vez mais, a seleção quer passar a fase de grupos de uma grande competição. É uma meta credível, aceitável, mas não haverá equipa para maior ambição? Ou não havendo, não seria possível assumi-lo desde já? Ficam as dúvidas para alimentar as próximas conversas.

in Mais Futebol

Jornal "Sporting" acusa Dragões de não cumprir contrato que envolve Moutinho

Jornal "Sporting" faz várias acusações aos dragões, mas do processo constam documentos assinados por José Eduardo Bettencourt e Godinho Lopes, que abdicou formalmente de verbas a receber em caso de transferência
O jornal "Sporting" desta semana escalpeliza o processo Moutinho, que está a correr na Comissão Arbitral Paritária, e acusa, através de fonte da Liga, o FC Porto de não estar a cumprir o que "está contratualizado entre os clubes". Entre outras alegações, o órgão oficial dos sportinguistas sustenta que a SAD nortenha pretende pagar apenas cerca de um milhão de euros pela parte que cabe aos leões da venda do médio ao Mónaco. Num pequeno texto lateral, também escorado em fonte próxima, membros anónimos da Comissão que vai decidir o caso são acusados de serem "presença assídua nos camarotes do Estádio do Dragão".

De acordo com o texto, o FC Porto recusa entregar ao Sporting qualquer verba referente ao mecanismo de solidariedade (percentagem devida, em qualquer transferência, aos clubes formadores) e também pretende descontar, dos 3,5 milhões restantes, 2,485 milhões referentes à comissão do agente Jorge Mendes. O cálculo deste valor não foi possível esclarecer, mas O JOGO sabe que os dragões invocam documentos assinados com os ex-presidentes José Eduardo Bettencourt e Godinho Lopes para defender as suas contas.

No primeiro caso, o entendimento é de que a mais-valia do negócio a que o Sporting teria direito seria calculada depois de retirados todos os custos, incluindo a comissão de Jorge Mendes. Ou seja, a mais-valia seria a diferença entre 22,5 milhões (retirados os normais 10% da comissão) e os 11 milhões pagos aquando da transferência. Aos leões caberia 25% dos 11,5 milhões restantes (2,875 milhões). Quanto ao mecanismo de solidariedade, consta do processo que Godinho Lopes abdicou dele, num acordo escrito, aquando da troca de Izmailov por Miguel Lopes.

Fonte oficial do FC Porto negou ainda que qualquer membro da Comissão Paritária tenha alguma vez sido convidado para os camarotes do Estádio do Dragão.

in O Jogo

Messi elogia Ronaldo

Os elogios sucedem a Cristiano Ronaldo depois da exibição do extremo ao serviço da Seleção Nacional frente a Suécia, onde foi determinante na qualificação paara o Mundial'2014. Os mais receentes vieram de Lionel Messi, o grande rival do internacional português.

"Não sei se o Cristiano Ronaldo atravessa o melhor momento de forma, mas ele está sempre em grande, marca golos em todos os jogos em que participa e é sempre determinante na sua equipa e na sua seleção. Faz isso há muito anos e quase não se nota se está ao melhor nível ou um pouco mais abaixo", afirmou o argentino em declarações ao jornal espanhol "Marca", nas quais destacou ainda a importância da qualificação de Portugal para o Mundial:

"É muito bom que as melhores seleções estejam apuradas, pois é isso que se pretende num campeonato do Mundo."

in Record

Ronaldo considera esta a melhor fase da sua vida

Cristiano Ronaldo, herói na qualificação de Portugal para o Mundial, reconheceu que possivelmente atravessa o melhor momento da sua carreira.

«Todas as temporadas tenho estado bem. Trabalho sempre para estar na melhor condição possível. Talvez pela quantidade de golos que já levou seja o melhor momento da minha vida. Esta pode ser a melhor temporada, mas creio que cumpro sempre», afirmou Ronaldo, em entrevista ao as.

Ibrahimovic aplaudiu Portugal no final da partida: «Foi um gesto que me deixou muito contente. Zlatan é um jogador fantástico e quando tens o respeito dos teus colegas e adeptos é muito agradável».

O play off foi marcado pelo duelo entre Ibrahimovic e Ronaldo: «É verdade e desta vez ganhei».


 
in A Bola

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Confronto entre Portugal e Suécia no play-off para o Mundial de 2014

Paulo Bento antevê "dois jogos equilibrados". Saldo de confrontos com os suecos é desfavorável à selecção portuguesa.

A Suécia é o adversário de Portugal no play-off de acesso ao Mundial de futebol 2014. O sorteio realizado em Zurique, nesta segunda-feira, colocou frente a frente duas selecções que, ao longo da história, já se defrontaram por 15 vezes.

Os jogos do play-off realizam-se a 15 e a 19 de Novembro, primeiro em Portugal, no Estádio da Luz, e depois na Suécia. De resto, a selecção nacional nunca conseguiu bater os nórdicos em território português e, no total dos 15 encontros entre as duas equipas, o saldo é desfavorável: três vitórias portuguesas, seis empates e seis triunfos suecos. É possível adquirir bilhetes para o jogo Portugal - Suécia AQUI. Para obter bilhetes para o Mundial de 2014 no Brasil basta aceder AQUI.

De qualquer modo, nos últimos três encontros, as duas equipas empataram e a selecção nórdica não vence Portugal desde 1984. As duas selecções nunca se cruzaram em fases finais de grandes competições, mas, em fases de apuramento, Portugal levou a melhor na caminhada rumo aos Mundiais de 1986 e de 2010.
Actualmente, a selecção nórdica ocupa o 25.º lugar do ranking da FIFA, 11 posições abaixo da equipa portuguesa. Na qualificação para o Brasil 2014, terminou o Grupo C no segundo lugar, com 20 pontos, menos oito do que o vencedor, a Alemanha.

Nessa caminhada rumo ao play-off, a selecção orientada por Erik Hamren bateu-se quase de igual para igual com os germânicos, com os quais protagonizou os dois grandes jogos do apuramento (empate 4-4 em Berlim, derrota por 3-5 em Solna). O principal deslize dos suecos aconteceu frente à Áustria, em Viena, onde perderam por 2-1.

Em 2013, a Suécia efectuou 13 partidas, somando sete vitórias, três empates e três derrotas. Para além das duas registadas no Grupo C, a terceira aconteceu frente à Argentina (2-3), em Fevereiro, num jogo particular. Zlatan Ibrahimovic, a grande figura da equipa, marcou, desde o início do ano, sete dos 22 golos da selecção.
 
A primeira reacção ao sorteio partiu do seleccionador português, Paulo Bento: "Vão ser dois jogos bastante complicados, dois jogos equilibrados. É uma equipa que, apesar de ter um dos melhores avançados do mundo, vale pelo colectivo", afirmou ao site da Federação Portuguesa de Futebol.
"[A Suécia] ficou em segundo num grupo que tinha um dos grandes candidatos à vitória nas grandes competições, que é o caso da Alemanha. Mas nós, independentemente do adversário, competiremos com o objectivo de estar no Mundial", promete o treinador.

Sorteio
Primeira mão (15 de Novembro)
PORTUGAL - Suécia
Ucrânia - França
Grécia - Roménia
Islândia - Croácia
Segunda mão (19 de Novembro)
Suécia - PORTUGAL
França - Ucrânia
Roménia - Grécia
Croácia - Islândia