Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Jornal "Sporting" acusa Dragões de não cumprir contrato que envolve Moutinho

Jornal "Sporting" faz várias acusações aos dragões, mas do processo constam documentos assinados por José Eduardo Bettencourt e Godinho Lopes, que abdicou formalmente de verbas a receber em caso de transferência
O jornal "Sporting" desta semana escalpeliza o processo Moutinho, que está a correr na Comissão Arbitral Paritária, e acusa, através de fonte da Liga, o FC Porto de não estar a cumprir o que "está contratualizado entre os clubes". Entre outras alegações, o órgão oficial dos sportinguistas sustenta que a SAD nortenha pretende pagar apenas cerca de um milhão de euros pela parte que cabe aos leões da venda do médio ao Mónaco. Num pequeno texto lateral, também escorado em fonte próxima, membros anónimos da Comissão que vai decidir o caso são acusados de serem "presença assídua nos camarotes do Estádio do Dragão".

De acordo com o texto, o FC Porto recusa entregar ao Sporting qualquer verba referente ao mecanismo de solidariedade (percentagem devida, em qualquer transferência, aos clubes formadores) e também pretende descontar, dos 3,5 milhões restantes, 2,485 milhões referentes à comissão do agente Jorge Mendes. O cálculo deste valor não foi possível esclarecer, mas O JOGO sabe que os dragões invocam documentos assinados com os ex-presidentes José Eduardo Bettencourt e Godinho Lopes para defender as suas contas.

No primeiro caso, o entendimento é de que a mais-valia do negócio a que o Sporting teria direito seria calculada depois de retirados todos os custos, incluindo a comissão de Jorge Mendes. Ou seja, a mais-valia seria a diferença entre 22,5 milhões (retirados os normais 10% da comissão) e os 11 milhões pagos aquando da transferência. Aos leões caberia 25% dos 11,5 milhões restantes (2,875 milhões). Quanto ao mecanismo de solidariedade, consta do processo que Godinho Lopes abdicou dele, num acordo escrito, aquando da troca de Izmailov por Miguel Lopes.

Fonte oficial do FC Porto negou ainda que qualquer membro da Comissão Paritária tenha alguma vez sido convidado para os camarotes do Estádio do Dragão.

in O Jogo

Sem comentários:

Enviar um comentário